Até algumas décadas atrás, Pipa era apenas um pequeno e humilde vilarejo de pescadores. Hoje ela é a praia mais badalada da região de Natal, no estado do Rio Grande do Norte, nordeste brasileiro. Parte do município de Tibaú do Sul, essa é somente uma das praias que compõem a linda Baía dos Golfinhos, mas toda a região é conhecida como Praia de Pipa. Ou melhor, para a maioria dos turistas e pessoas de fora, é a “Praia da Pipa”, mas os locais preferem a versão sem artigo (“de Pipa”). Vai entender…
Em 20 e poucos anos, o vilarejo cresceu muito, com todas as praias melhorando sua infraestrutura para receber o fluxo cada vez maior de turistas chegando à região. Por sua beleza descomunal, o clima tropical e a atmosfera descontraída e rústica do vilarejo, o mundo inteiro quer conhecer Pipa, o que dá, além do mais, uma vida noturna agitadíssima ao local.

Por quê conhecer Pipa?

Pipa oferece um misto de agito e juventude com sossego e tranquilidade difícil de se encontrar por aí. Locais e turistas, brasileiros e estrangeiros, todos se encontram nos bares, baladas e restaurantes espalhados pela avenida Baía dos Golfinhos.
Ainda que o local tenha crescido e se urbanizado ao longo dos últimos tempos, esse desenvolvimento se deu de forma organizada e, até certo ponto, sustentável. A praia continua limpa, vegetação e paisagens seguem preservadas, e a estrutura de acomodações, serviços e transporte melhorou e cresceu consideravelmente.

A Baía dos Golfinhos tem muito a oferecer para quem a visita. São quase uma dezena de praias na região, todas elas muito próximas umas às outras, rodeadas por uma reserva de Mata Atlântica nativa. Em Pipa você poderá desfrutar de passeios de barco, praticar arvorismo, parapente e outros esportes radicais, conhecer trilhas, passear a cavalo e, é claro, admirar um pôr do sol incrível!

Por último e o mais importante: Pipa é uma área extremamente rica em biodiversidade. A maior parte da orla de Pipa é uma Área de Proteção Ambiental e está sob responsabilidade do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente do Rio Grande do Norte. Além disso, a cidade de Tibaú do Sul foi escolhida como cidade-piloto do Projeto Orla, a fim de preservar as espécies marinhas locais. Na região de Pipa, entre animais marinhos e terrestres, o turista poderá encontrar tartarugas, golfinhos, saguis, bem-te-vis, iguanas, garças, timbus (uma espécie de gambá), pássaros lavadeira, sabiás-da-praia e beija-flores.

Como Chegar em Pipa?

Por se tratar de uma região muito bem localizada e próxima de diversas cidades grandes, separamos aqui as formas de se chegar à Pipa de carro a partir de três destinos iniciais diferentes: Natal, João Pessoa e Fortaleza. De qualquer maneira, sempre existe também a opção de ir de ônibus. Muitos preferem assim, já que um carro em Pipa em alta temporada pode ser um incômodo pela falta de lugares para estacionar. Vamos começar pela ida sem carro:

– Para ir de ônibus
Os ônibus que vão a Pipa saem da rodoviária de Natal, a cidade grande mais próxima. A viagem leva em torno de 2 horas e a passagem é relativamente barata, custando ao redor de R$20. Uma vez em Pipa, o transporte sem carro por lá não costuma ser um problema, com muitos táxis servindo a região, além de vans locais que realizam trajetos entre as praias e bairros.

– Indo de carro desde Natal
A viagem dura em torno de 1 hora e meia, e ainda que passe por diversas rodovias diferentes, não tem erro caso você utilize um GPS. Você dirigirá até a BR-101, pegando-a na direção sul. Dirija por 50Km até a cidade de Goianinha, onde você pega uma estrada mais lenta de 25Km que leva a Tibaú do Sul.
– Saindo de cidades do Nordeste mais ao sul, como João Pessoa ou Recife
Basta subir pela rodovia BR-101 em direção ao norte do país, numa estrada ampla e relativamente conservada que chega até Goianinha. Saindo de Recife, são 260Km e por volta de 4 horas de viagem; desde João Pessoa, são apenas 150Km, que podem ser percorridos em 2 horas e meia.
– Saindo de Fortaleza
Apesar de um pouco mais longa, a viagem de Fortaleza a Pipa é bastante comum e Tibaú do Sul vive cheia de turistas cearenses. A viagem de 9 horas e 580Km passa pela CE-040 e pela BR-304, até chegar na BR-101, que leva a Goianinha.

Quando Ir a Pipa?

Toda a beleza de sua natureza nunca tira férias, e conhecer a Praia de Pipa sempre deve resultar numa experiência muito gratificante. Entretanto, existem sim algumas dicas que valem a pena seguir à hora de escolher quando visitar Pipa… tudo depende do que você esteja buscando.
Caso sua ideia seja passar um tempo mais sossegado em família ou em casal, ou até se estiver buscando descansar um pouco a mente num final de semana qualquer, evite temporadas e feriados prolongados. A praia fica mais cheia do que o normal, os preços aumentam, e muitas vezes as ruas ficam lotadas e com muita música e barulho desde cedo (com as festas muitas vezes se estendendo por toda a noite). Por outro lado, essa é a época preferida de grupos de amigos que vão em busca de baladas e curtição, coisas que em Pipa tem de sobra!
Durante o outono (principalmente entre os meses de abril e julho), é a estação de chuvas, com água caindo quase diariamente e alguns dias inteiros nublados. É uma boa época para se hospedar por muito tempo em Pipa, sem pressa, já que os dias bons sempre são mais frequentes que os ruins. Mas se for o caso de uma passadinha rápida, vale mais a pena esperar a época de seca. O resto do ano inteiro apresenta um clima bastante estável, com a maioria dos dias de muito sol. Vale lembrar do protetor, pois o sol do nordeste é sempre forte.

As Outras Praias de Pipa

Praia do Amor

Com um mirante deslumbrante em meio às falésias e desde onde se pode admirar toda sua extensão, a Praia do Amor é a queridinha da galera jovem de Pipa. Bastante próxima à Praia do Centro, é aqui onde acontecem as principais competições de surf do estado do Rio Grande do Norte. É uma praia com ondas bastante altas e fortes, e por ser um ponto de encontro de surfistas, está sempre repleta de muitos jovens. Se você quiser bater uma bola ou jogar frescobol, certamente encontrará companhia por aqui.

Praia do Madeiro

Se a Praia do Amor é o local de agito, a Praia do Madeiro é onde reina a tranquilidade proporcionada pela natureza. Ainda que também se encontre muitos jovens e pessoas praticando esportes, aqui não há tantos surfistas e o espetáculo fica muito mais por conta dos paredões verdes de rochas que cercam a praia inteira, formando uma paisagem exuberante. Além disso, bem de manhãzinha muita gente se reúne à beira-mar na tentativa de ver os golfinhos pulando muito próximos à areia. A “Baía dos Golfinhos” não tem esse nome à toa!

Sibaúma

Um antro de resistência quilombola que preserva sua história e até hoje honra seu modo de vida. Sibaúma é um vilarejo situado no desague do rio Catú, que forma uma paisagem paradisíaca. Tem um mar azul-turquesa que parece até mentira. Com o avanço do turismo na região da Baía dos Golfinhos, Sibaúma já conta hoje em dia com algumas pousadas tradicionais, porém vale a pena conhecer seu povo local e até hospedar-se no vilarejo dos quilombos.

Cacimbinhas

Aqui se pode realizar kitesurf, passeio a cavalo, sandboard ou mesmo esquibunda. Com grandes dunas e uma paisagem incrível, suas falésias são o mirante mais frequentado da região para admirar o pôr do sol. Caso você esteja buscando um dia cheio de atividades, essa praia é a pedida certa.

Praia das Minas

Localizada logo após a Praia do Amor, começa a partir da Pedra do Moleque, a qual deu origem ao nome da região de Pipa. Isso por parecer-se a um barril, que em Portugal à época se conhecia como Pipa. A Praia das Minas é um local bastante sossegado e, ainda que a vegetação ao seu redor seja menos exuberante, as águas que banham essa praia são tão azuis, lindas e cheias de peixes como todas as outras da Baía dos Golfinhos.

Santuário Ecológico de Pipa

Além das praias, Pipa também conta com um ecoturismo de trilhas bastante rico para quem gosta de caminhadas em meio à natureza. O Santuário Ecológico de Pipa conta com 16 trilhas abertas ao público, com extensões que vão de 150 a 600 metros, todas com destinos paradisíacos que incluem praias, mirantes e grutas.

Onde Ficar em Pipa

A Toca da Coruja é a pousada mais charmosa e conhecida da região de Pipa. Localizada na Praia do Centro, na avenida Baía dos Golfinhos, se trata de uma opção luxuosa, perfeita para aqueles que queiram desfrutar Pipa de maneira mais exclusiva. Oferece Bangalôs lindos e está rodeado por uma enorme área verde.

Também na Praia do Centro, o Albergue da Rose é um dos hostels da região, as opções preferidas de quem busca gastar menos ou fazer novas amizades. Ainda que pequeno, esse albergue é um dos locais mais aconchegantes de Pipa, e sua anfitriã sempre faz o máximo para que seus hóspedes se sintam cômodos e à vontade.

O Hotel da Pipa fica na Praia do Amor, e oferece uma vista simplesmente deslumbrante por ficar bem de frente para o mar. Com quartos pequenos e sem muito luxo, tem uma piscina à disposição e é uma opção mais em conta para quem busca um local mais tranquilo, afastado da Praia do Centro.

Situado num local privilegiadíssimo, o Hotel Ponta do Madeiro está sobre uma falésia de frente para a Praia do Madeiro. Por sua vista alucinante, é um local paradisíaco e a experiência de se hospedar de frente a tamanha beleza é algo singular. Essa é a hospedagem perfeita para casais, podendo-se inclusive agendar com o Chef do restaurante um jantar romântico a dois.

O Ponta do Pirambu Day Use é um complexo turístico na Praia do Pirambu, proporcionando uma estrutura digna de um resort para quem se hospeda ou apenas passeia um dia por lá. Caso você busque gastronomia, diversão em família e uma vista paradisíaca reunidos no mesmo local, essa opção é a ideal.

Bares e Restaurantes por perto

Por ser um local bastante habitado e frequentado por turistas sul-americanos, a Chiviteria foi uma aposta que deu muito certo em Pipa. Localizada na Praia do Centro, na Avenida Baía dos Golfinhos, este local serve lanches uruguaios chamados de “Chivitos”, que consistem em lanches com filé mignon e alguns acompanhamentos no pão francês. Também serve cervejas, drinks e alguns petiscos diferenciados.

A Real de 14 é a sorveteria mais conhecida de Pipa. Em meio a tanto sol e calor, é sempre uma ótima opção refrescar-se com um sorvete. São muitas as opções de sabores e fica aberta até tarde diariamente. Também fica na avenida Baía dos Golfinhos, a principal da Praia do Centro.
Se você busca um local que ofereça frutos do mar de altíssima qualidade, o Santa Gula Gastrobar é um dos mais bem avaliados de Pipa. Oferece uma cozinha mediterrânea com toques do nordeste brasileiro, além de contar com muitas opções vegetarianas e para quem segue dietas mais restritas. O risoto de camarão com shitake é um dos pratos mais populares da casa.